- kelly.

Talvez, eu pensei que seria mais uma, como tantas outras que passaram na minha vida, que simplesmente arrancou um sorriso meu e no dia seguinte deixou de existir. Mas ao pensar isso eu tive uma surpresa; estava equivocado. Ao me despedir de todos que eu amava, eu derramei lágrimas de meus olhos, pois não queria aceitar a falta que fariam para mim, mas não pude me conformar em despedir-me de ti. Lembro, agora mesmo, aquela noite terrível, quando isso aconteceu. Eu me opus a dizer adeus ou algo do tipo e me segurei ao carro; não queria que ali fosse o fim. Hoje estamos como o sol e a lua, que ambos sabem de sua existência, mas não podem se abraçar. Mas nós nos abraçamos dizendo “até logo” em pensamento; nos sintonizamos naquele abraço e conversamos muito com o silêncio nos lábios e lágrima nos olhos. Aí eu me perguntei, por que... por que ela não poderia ser somente mais uma? Mas parte do meu coração já não pertencia a mim; você roubou e levou consigo, escondendo-o onde jamais eu acharia... e não achei. Estou aqui, com o coração incompleto, mas que continua batendo, feliz, de saber que a outra metade dele está sendo cuidada por alguém que o tem, sem permissão.
"Tenho saudades de ti."

- tudo muda.

A semente, jogada no solo, torna-se uma planta e da árvore os frutos. A lagarta torna-se uma borboleta; bem desengonçada no começo. Duas moléculas de hidrogênio unidas com uma de oxigênio tornam-se a mais pura e cristalina água. Diversas frutas dentro de um copo, juntamente com o açúcar, batidos freneticamente, tornam-se uma deliciosa vitamina refrescante; “inham inham”. Aquela grande vontade incontrolável torna-se um desejo realizado ao morder um pedaço de chocolate meio amargo. Aquele vazio no estômago torna-se um lugar sem espaço ao saborear uma pizza de cinco queijos. Uma pequena tristeza, contraposta pelos abraços daqueles amigos bem distantes torna-se felicidade incontestável. Uma paixão pode tornar-se amor em uma questão de demonstração. Um amor deixado para trás pode tornar-se uma página virada, mas jamais tornar-se-á uma página rasgada...
“...Porque o amor é para sempre.”

- de Deus.

Dentre outros fatos, passamos nossa vida fazendo planos, sonhando, marcando objetivos e construindo desejos. Corremos atrás deles, haja o que houver, custe o que custar, para então percebermos que corremos atrás do vento. Não pode-se realizar todos, não se pode fazer força para realizá-los e nem ficar esperando, deixando, assim, de viver. Viver o agora é o que temos de mais precioso. O amanhã é importante, mas depois resolvemos ele, que daqui a pouquinho ele chega.
“Pois, às vezes, devemos destruir nossos sonhos para Deus construir os Dele, porque os Dele são perfeitos.”

- viva!

... pois sempre existirá uma luta boa e, geralmente, aquelas que você perde tudo e todos e continua buscando algo bom para seguir. Talvez você não encontrará esse dia amanhã, mas o depois de amanhã chegará e algo novo ele trará. Mesmo que a saudade exista e a solidão esteja sempre te cercando, os pensamentos bons rodeiam-te também, apenas esperando ser capturados por uma rede. Ou seja, a infelicidade é uma perspectiva de um ponto de vista onde você mesmo escolhe ficar. E se não achar esses bons pensamentos, crie-os! O que foi feito não poderá ser apagado, mesmo que você seja somente o que restou do amor ou da dor; não tem como esconder. Todavia, seguir em frente não quer dizer que esqueceu de tudo o que se foi, mas sim que a saudade ainda existe (e sempre existirá), mas consegue lembrar sem lágrimas cair, porque é loucura jogar fora todas as outras tentativas de ser feliz se uma delas não deu certo. Então o aprendizado, guiado pela vida, nos faz perder o medo de quem somos, e nos erguemos, e continuamos. Não lute entre razão, emoção, fé e amor, apenas concilie todas elas em seu coração...
“E seja feliz, facilmente.”