- não depende.

Talvez eu não quisesse desta maneira. Talvez fosse de outro jeito. Nem tudo é da forma como queremos nem como imaginamos, até descobrirmos que nada depende de nós mesmos, sendo assim, aprendendo a nos adaptarmos com a situação. Já passei por tantas cidades e agora estou de mudança de novo. Não sei se é bem o que eu queria, pois tenho pessoas de valor aqui, e que às vezes nem saibam; umas um tanto afastadas, entretanto sempre lembradas e outras perto que pensam que tem todo o valor. Mais uma adaptação, pessoas novas, situações novas, confrontos e guerras novos. Mas que seja desta maneira, mas não sendo da minha maneira. Seguirei e voarei, como sempre fiz, deixando pessoas para trás, planos definhando-se e castelos voltando a ser pedras.
“É assim como deve ser, e tenho que adaptar-me e pronto.”

1 comentários:

... disse...

Já chorei litros...

Postar um comentário