- eu vou, dispersado.




E antes de levantar da cama pensei em várias coisas que ocorreram comigo, sabe?! Tipo aquelas imagens rápidas que sempre passa em filmes... Algumas coisas não bastaram para eu ficar bem o dia todo, fazendo eu desistir naquela hora de sair. Mas outras me fizeram levantar e perceber que estava atrasado. Eu queria comprar a passagem errada só para não passar vontade, porque já faz algum tempo... Porém minha dignidade estava em jogo e não poderia mudar o pequeno rumo que tracei por essa semana. E quando dei por mim estava sonhando novamente e não queria acordar, mas fui despertado pelo relógio, traiçoeiro. Eis que corri tomar um banho, arrumei o cabelo, deixando a meu gosto e propaguei-me ligeiramente ao guichê e fui guiado pelo coração e não resisti... Comprei a passagem errada, mas não saberia como te contar, nem como reagiria. Então fechei meus olhos, rasguei-a, peguei minha mala, fui para o banheiro, lavei meu rosto, dei um sorriso de esperança e corri rumo à Sorocaba. Foi tudo bom, sabe?! Ampliei meu circuito de amizade e você, Vanessa, vai deixar saudades quando, em seu serviço lhe despeço e saio sem olhar para trás. Mas faltava algo... Tentei visitar eles; todos eles. Porém alguns eu não encontrei, onde ficarei devendo visitas, beijos e pensamentos. De repente fui guiado à casa de um anjo. Esse anjo não tem assas, nem auréola, mas me guia sempre, sabe?! Cheguei a sua casa e lá estava... A melhor professora que a vida poderia impor. Foram tantos pensamentos quando a vi que não sabia se estava ali ao certo. E com aquele abraço de mãe, deixei-a para poder continuar, com um certo alívio de estar perfeitamente saudável e mais linda que nunca, dizendo “te amo Glynis”.E pensando em retornar pra casa, em sua casa toquei e você estava lá. Eu presenciando seu ser, Carla, senti a amizade se fortificando, nossas almas se juntando um pouco mais, nossos pensamentos nos guiando e como uma corrente em prantos te abracei e senti nosso futuro, minha alma gêmea. Voltando para minha casa, derramei mais algumas lágrimas, sabendo que a distância se quer desfez um milímetro da nossa preciosa amizade. Foi quando comecei a contar nos dedos o dia em que retornaria a você novamente.

"Há coisas que a distância não separa"

- e não muda.



Reflito
Relembro
Padeço.

Desanimo
Esqueço
Mas não esqueço.

Construo
Destruo
Reconstruo
E não destruo mais.

Acostumo
Altero
Insisto
E relembro.

- porque teve um risco.


Não aceitaria ninguém tratar-me da maneira que quisesse, mesmo sendo seu próprio modo de ser. Não permitiria ninguém dizer infames palavras, ditas sem pensar só para sentir-se melhor ou superior. Não necessitaria dos abraços nem dos beijos de ninguém, cheios de ternura e intensidade. Não resistiria e não pensaria em ninguém ao chegar à noite, iluminada pela lua plena, coberta às vezes por nuvens em formas de flocos cinzas, que ora pingava lágrimas de solidão, ora estremecia e se espalhava pelo ar formando uma brisa suave e gélida, confundindo-se com o frio da noite. Não retomaria ao acaso de ser julgado insistente pensando em um futuro prometedor. Não ouviria mais àquela música tocada a cada instante em que pensava em ti (o tempo todo), tornando-se, com o tempo, um verso simples. Não olharia para trás para lembrar o que fui e o que tu foste, mesmo que tenhas sido forçado a ser quem você não era só para tentar me fazer feliz ou me sentir bem. Não tentarei buscar-te de novo ou esperar-te só porque pensas que tens tudo de mim. Não esforçaria para ninguém ser alguma coisa de importante pra mim, com qual apenas um olhar marcaria minha vida toda e com outro olhar me paralisaria, me deixando hipnotizado. Não acostumaria com seu cheiro penetrando meus sentidos, confundindo-os com a realidade. Não aceitaria ninguém roubar minha dignidade em troca da libido recíproca só para se satisfazer orgulhosamente. Não passaria noites acordados por não conseguir esquecer-te. Ninguém deitaria do meu lado, antes de dormir e recitaria uma música... Àquele trecho que me fazia bem, ganhar meu dia, mas nem tanto pelas palavras, mas por ser àquela a última voz a ouvir para poder afundar-me num sonho perfeito, acordado ao seu lado, abraçado e sentindo sua mão suavizando na minha. Não queria lembrar que o brilho do Sol parecia com seu olhar, onde o brilho dele não era tão reluzente e tão penetrante quanto o seu. E não questionaria qualquer outra pessoa a entrar no meu coração, ninguém mais, pois não aceitaria ser destratado pelos mesmos antigos motivos. Não... eu não cederia nada disso a ninguém.

Mas você seria a minha única exceção.

- são aqueles.


Nas últimas vezes que nós nos falamos. Nos últimos dias e meses, horas e em todos esses anos, acabei não me lembrando de dizer o significado da existência de vocês. Foram e sempre serão indispensáveis. Esqueci de dizer... Ainda que, distante ou perto, que o papel de vocês na minha vida foi demais importante. Esqueci de dizer, no último encontro, que não importa se nunca vamos nos ver mais... Vocês já me fizeram crescer e marcaram infinitamente minha vida. Esqueci de dizer; deveria ter falado! Vocês me ensinaram a viver mesmo quando cansado. E quando eu chorei uns secaram-nas e outros choraram comigo, ou simplesmente me fizeram companhia mesmo longe de olhos fechados e também perto de mãos dadas. Esqueci de dizer... Muitas pessoas cruzaram meu caminho e nenhuma delas com flor ou espinho, ruins ou boas, apenas algumas delas permitiram-se me conhecer de modo intenso. Agora reflito sobre isso, eu penso muito mais que amigo que “pude ou não ser”. Queria poder ter dito devagar que foi mais que um afeto, são estigmas em minha alma, pois vocês marcaram-na de uma forma tão intensa que seria preciso mais do que o tempo para curar. Então, esperando eu, não ser tarde demais, digo a todos vocês: “Uma coisa que aprendi com a vida é que nada é para sempre. Desde o cair de uma folha até o pôr do sol... nada é para sempre. Cada um de vocês foram importantes na minha vida e gostaria que soubessem. Só sei que ao passar dos dias, fui cada vez mais me apegando a vocês de uma forma inexplicável. Mas me apeguei tanto que acabaram fazendo parte do meu coração. E mesmo que haja uma possível distância entre nós , vocês nunca sairão do meu pensamento. Antes de dormir, quando acordo, quando almoço, quando eu ando... Tudo o que faço, sempre me lembrarei de vocês! Foi um prazer compartilhar e estar compartilhando cada pedacinho, cada instante da minha vida com vocês.”
Feliz dia dos amigos.