- acima das consequências.

Que sentido na vida seria viver e não viver? Várias pessoas tem seus melhores amigos para contar histórias, desvendar mistérios, sorrir, enxugar lágrimas, correr, contar segredos... E eu me fechei para o mundo. Tenho amigos, todos nós temos, né?! Mas aquele que eu conto meus sentimentos, o único, é para o teclado e para a tela do computador. Pra que tentar contar as coisas para as outras pessoas para elas fazerem cara triste, olhar para mim e dizer “que coitadinho!” e não poder resolver nada?! Não que aqui resolve alguma coisa, mas eu sou assim, e é isso. Sabe, tem coisas que estão num passado profundo, sabe?! Oculto. Mas andei pensando... sinto demais a saudade, sabe?! Não do que nós fazíamos, mas do que nós éramos, sabe?! Não é o beijo; mesmo. É o sorriso. Antes era tudo e de repente apagou a luz de uma vez, sem avisar, saca?! Sinto falta da amizade e do “boa tarde” mais mau humorado depois do serviço. O que foi já foi e com certeza não existirá novamente, porque não me imagino mais assim, mas tem coisa que nem o tempo apaga, sabe?! Passa o tempo que for. Mas infelizmente a mente humana é constituída de muito orgulho e não podemos obrigar as pessoas a fazerem nada; experiência própria. Agora entendeu porque as pessoas em minha volta não conseguiriam resolver? Então pra que elas precisam saber? Deixa eu continuar trabalhando porque sei que não vou conseguir nada mais e nem adianta eu insistir.
“Não sou eu quem dito as regras, se não faria a tua vontade e faria eu esquecer teu sorriso.”

0 comentários:

Postar um comentário