- foram trocados.

E ao declarar seu amor para uma mulher, o homem compra um carro, rebaixa-o e coloca o som mais potente que puder. Faz um set musical com funk, da “melhor” qualidade, coloca o som no último, um braço fora da janela, um boné de lado, obrigando a todos que estão de passagem ouvir sua “música”. E com a boca cheia de palavrões chega na mulher e ela não resiste, e com sua mini-micro bermuda (que se estivesse vestindo nada estaria mais coberta) desce até ao chão, com o homem atrás dela, fazendo insinuações de posições sexuais em meio uma via pública e dizem que se amam neste primeiro "encontro". Aí eu pergunto, cadê o amor? O terno foi deixado para as traças comerem dentro do guarda-roupa. O chocolate derreteu. As flores murcharam. A serenata calou-se. O casamento quase instinto. O amor desnutrido.
“Bem-vindos a 2013.”

0 comentários:

Postar um comentário