- além da realidade.


Quando um sonho se acaba, sempre tem outro pra ocupar tal lugar vago e enche-lo de ternura e proporcionar felicidade, talvez até maior que o sonho anterior. Mas creio que esse é meu último sonho que poderei sonhar. Fica difícil de explicar o sentimento que este sonho me faz sentir. Como se eu nunca mais quisera acordar. É incrível como esse sonho me deixou assim, não podendo sonhar outro sonho. São os mesmos sonhos todos os dias, e cá entre nós, eu não canso, sabe? Não me dá oportunidades pra ter outros sonhos... Não que eu queira sonhar outro sonho. Parece que eu inventei esse meu sonho; tão perfeito, tão infinito, tão intenso que até parece ser real. Um sonho é pra ser sonhado não somente quando durmo, mas quando estou acordado, quando fecho meus olhos e até quando estou deitado tentando sonhar. Eu havia prometido mesmo que nunca mais sonharia, mas esse novo sonho me mostrou que ainda vale à pena continuar sonhando, mesmo que tenha algumas dificuldades para dormir. Passo algumas noites acordado e eu não consigo dormir quando querer sonhar está em meus pensamentos. Então minha realidade se confunde com o sonho [?]. Até quando tento não sonhar, os pássaros, a TV, uma brisa qualquer faz lembrar-me do sonho. Só me deixe ser feliz nesse sonho, como eu sempre desejei. E, em um dia desses, deitado esperando meu sonho pensei: Há alguma diferença entre um sonho e um conto de fadas? E cheguei a uma conclusão: A diferença é que o sonho não perde seu encanto a meia noite...

0 comentários:

Postar um comentário