- silêncio.


E quando descobriu que o tempo havia pedido uma pausa, descobriu também que o amor ali não emergia mais; apenas definhava-se. Quando sentou-se, vindo embora, o viu entrar no carro sem ao menos olhar para trás e fechou os olhos. Apenas concordou com a cabeça, sabendo que aquilo era tudo o que tinha e não seria, nunca, o suficiente e partiu sem poder gritar. Agora a vida de ambos trilhava em caminhos diferentes, agora e para sempre. O inverno apenas havia começado e eu não fazia parte do seu...

“Fechou os olhos com ódio e disse.: Sempre estará dentro de mim.”

1 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Nettamigo

Belo texto. Gostei, gosto, muito. «... o tempo havia pedido uma pausa...» é excelente. Texto curto, sentido, sofrido. Muito bem.

Se quiseres parras na minha Travessa ela também será tua

Abç

Postar um comentário