- não importa.

Grite... grite sim e bem alto; pode gastar todo seu ar. Ninguém vai te ouvir, mesmo estando ao teu lado, entretanto, se ouvirem, dirão que sabem o que está passando e que sente muito, mas não poderão ajudar, te olhando com pena; clichê. Olhos por todo o lado estarão, mostrando gratidão e compaixão, mas as lágrimas são de crocodilo. Sopram para você respirar um pouco de ar, mas o pulmão parou faz muito tempo; nem suspira. Às vezes me pergunto se os problemas que nós arrumamos são difíceis de resolver ou aqueles que estão do nosso lado que são inúteis. Por que as pessoas nunca são transparentes, vivendo um carnaval mascarado a vida toda? Por que acham que seu problema ou é muito mais difícil de resolver que do outro ou que pode tomar conta do teu próprio problema, levando ele pra sempre nas costas cansadas ao invés de resolver com uma simples atitude? Por que a ansiedade, o descontrole, o egocentrismo, o orgulho estão vivendo, fortes, e o amor é o único que parece estar doente? Pode gritar bem alto, mas já disse que ninguém vai te ouvir.
“As pessoas estão mortas por dentro e não sabem disso.”

0 comentários:

Postar um comentário