- opressão.

Você está deitado pensando no que fazer daqui a pouco; um pensamento calmo e tranquilo. Sem pressa de levantar, vira-se de um lado para o outro, como se o tempo não importasse. Carros correndo acelerados, pássaros voando sem direção e o vento bem forte, e sua única preocupação é em continua a pensar. Em volta está uma penumbra e um barulho que parece não parar nunca. Sua barriga grita de fome e a boca pede água, mas a coragem está tão distante... apenas parem que quero continuar pensando! Vem a ansiedade e a impaciência para fazer-te sair dali, mas alguma força está puxando você, prendendo-te naquele lugar. Está cercado por paredes escuras e na janela não entra ar nenhum; ele está acabando. Você começa a suar e dispensa seu edredom, mas ele insiste em voltar. Alguma coisa não parece estar certa, porque começa a sentir outra força, uma incontrolável que nada consegue impedir; nada. Você explode e comete um erro.
“Apenas cale-se, ninguém precisa saber...”

0 comentários:

Postar um comentário