- nova batalha.

Em meio a luz do luar, quando outrora se igualava ao brilho dos seus olhos, a escuridão da noite se dissipava ao me aproximar de ti; do alto, nem a cidade brilhava tanto. O seu sorriso hipnotiza, seu olhar infantil enlouquece. Seu cheiro me fazia perder os sentidos; fiquei sem rumo. Sua mão direita parece ter sido desenhada e é bem quente, mesmo com o frio do vento. Sua voz me fez ir a um outro espaço. Agora gosto de estar na sua presença e quero a cada instante, pois não bastariam apenas três horas; é pouco tempo. Abro os olhos e fecho-os e lá você está! A batalha é bem difícil, a que estou lutando comigo mesmo; eu quero, mas não posso. Tomou conta dos pensamentos e das mensagens do celular, esperando-te e pedindo para voltar.
“Estranho seria não me apaixonar por ti.”

0 comentários:

Postar um comentário